Tintas Schwarzkopf – A palavra pode parecer bem complicada de escrever e pronunciar, mas a marca já é bem conhecida dos profissionais de beleza e consumidores brasileiros.

A marca é alemã e vem há anos revolucionando o jeito de tratar nossos cabelos. Sempre em sintonia com as necessidades e tecnologias atuais, a empresa desenvolve técnicas inovadoras para oferecer o que há de melhor em tratamento para todos os tipos de cabelos.

A Schwarzkopf tem mais de 100 anos de existência e conquistou consumidores pelo mundo todo. Abaixo, vamos contar a história da marca, os principais produtos e que tipo de inovação a empresa alemã tem lançado.

Como surgiu a marca?

Berlim, 1898. O químico Hans Schwarzkopf abre uma farmácia que, além de vender medicamentos e produtos de beleza, contava com uma pequena seção de perfumaria. Neste período, não havia produtos específicos para os cabelos, a não ser sabonetes caros e ásperos.

Cansado disso, em 1903, Hans criou seu primeiro produto: um xampu em pó que era dissolvido em água. Não é preciso dizer que foi uma verdadeira revolução no modo como se lavavam os cabelos e um sucesso no mundo feminino. O “champô com a cabeça preta” foi um sucesso imediato.

Hans passou a vender seu produto, mas a demanda cresceu tanto que a empresa começou a negociar com Holanda e Rússia. Em 1927, mais uma revolução: a marca lançou o primeiro xampu líquido do mundo.

Em 1933 foi criado o primeiro shampoo não-alcalino do mundo: “Onalkal” é considerada a mãe de todos os shampoos modernos. Para além dos produtos de cuidado, as permanente vêm também aumentar o portfólio de produtos.

Em 1947 a Schwarzkopf introduz a primeira permanente a frio no mercado alemão. “Onaltherma”, que consegue criar cabelo ondulado, sem a necessidade de atingir quase 100ºC. Em simultâneo, “Poly Color” leva as colorações diretamente até ao consumidor final.

Em 1949 a Schwarzkopf introduziu no mercado alemão, o “Champô-Creme Schauma” em tubo. Foi um sucesso: na Alemanha ocidental a palavra “Schauma” torna-se sinônimo de shampoo – e cria um mercado generalizado para o shampoo na Alemanha.

Já há muito tempo, a marca se preocupava com a formação de profissionais. No mesmo ano, foi inaugurado o primeiro centro de treinamento para cabeleireiros, o Instituto Schwarzkopf para o cabelo e higiene. A essa altura, os produtos já estavam nas prateleiras de diversos países do continente europeu.

Já em 1955, as mulheres já não precisam evitar o vento ou o clima, porque foi lançada a “Taft” a primeira “rede líquida para cabelo”. Num país acelebrar o crescimento econômico pós-guerra, um novo verbo em alemão é inventado: “Taft” significa “pulverizar o cabelo com laca”.

No ano de 1968, a Schwarzkopf introduz “Palette Champô Colorante”. As colorações de Palette estão disponíveis hoje em dia e continuam a ser uma referência em colorações.

Em 1974, o “Método Schwarzkopf” é introduzido – um novo conceito sistemático em torno das permanentes, que envolve consultoria, tecnologia e formação.

Em 1987 a Schwarzkopf é primeiro produtor de produtos de cosmética a nível internacional a reagir a temas socialmente relevantes como a sustentabilidade. A laca Taft é alterada para ser completamente livre de CFCs.

Presença da Schwarzkopf no mundo

A empresa oferece uma completa linha de cuidados para cabelos tanto para profissionais quanto para consumidores finais. São produtos que para coloração, tratamento e finalização comercializados em mais de 125 países ao redor do mundo. A marca é propriedade do grupo alemão Henkel, e gera a maior receita do grupo, que faturou €3.5 bilhões em 2013.

Schwarzkopf